5 diferenças importantes entre comer e fumar maconha

Ao fumar você consegue administrar melhor a dosagem e efeito. Mas a ingestão de erva é considerada mais saudável. Veja outras diferenças.

Tanto fumar quanto comer maconha vão de deixar chapado do mesmo jeito. No entanto, são experiências totalmente diferentes, com efeitos e impactos no corpo também bem particulares.

Confira algumas diferenças básicas:

#01 – Absorção do THC é diferente

THC

A absorção dos canabinoides pelos pulmões é suficiente para deixar uma pessoa chapada (ou medicada). No entanto, a mesma quantidade de erva, se for absorvida pelo aparelho digestivo, terá uma absorção muito maior, o que pode prolongar os efeitos do canabinoide.

#02 – Efeitos e duração

relógio

O efeito da maconha é praticamente imediato ao ser fumada/vaporizada. A onda pode durar até uma hora.

Já os efeitos dos canabinoides, por meio de ingestão, só começam a aparecer com 30 minutos a 2 horas. Mas os efeitos também podem durar horas.

#03 – Dosagem

dosagem

Justamente por causa da morosidade na absorção, e também no consequente aumento dos efeitos, é difícil mensurar a quantidade de cannabis a ser ingerida no tratamento terapêutico (e também no uso social).

Já, ao fumar, os efeitos são imediatos, o que permite o usuário dosar melhor, e pensar se quer mais ou vai parar naquela bola mesmo.

4# – Potência

potencia gato

Justamento por absorver mais canabinoides, os efeitos da erva pela ingestão são muito mais fortes, e podem durar por muitas horas.

5# – Saúde

eating

A combustão de um baseado traz a esta forma de consumir cannabis mais riscos a saúde do que se fosse come-la. Além do que, no tratamento terapêutico, a melhor forma de absorver todos os canabinoides é pela ingestão.

Fonte: Herb

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *