Cannabis contra vício em crack

Uso da erva diminuiu até 15% o consumo diário de crack nos usuários que participaram de um estudo realizado no Canadá.

Um estudo liderado por pesquisadores das universidades canadenses de British Columbia, Montreal e Simon Fraser diz que a maconha pode diminuir o consumo de crack. Para chegar a esta conclusão, os pesquisadores analisaram, por dois anos e meio, a rotina de 122 dependentes de crack que haviam relatado estar usando maconha e crack simultaneamente.

+ Cannabis pode combater vício em remédios para dor

No estudo, os cientistas pediram para que os usuários descrevessem, em detalhes, a quantidade de drogas usadas nos seis meses anteriores – e aplicaram, junto com esses relatos, o Teste chi-quadrado de Pearson e o Teste de Wilcoxon, técnicas utilizadas em pesquisas para minimizar a margem de erro dos depoimentos.

+ Álcool é 144 mais nocivo que cannabis, diz estudo

Depois disso, encontros periódicos semestrais foram realizados com os entrevistados para entender como andava a rotina do dependente. No total, mais de 640 entrevistas foram realizadas para o estudo. Nas conversas, os pesquisadores calculavam a quantidade de drogas consumida pelos usuários (“O uso de crack é diário? E o de maconha?”).

Os resultados apontaram que a Cannabis auxiliava na diminuição do consumo de crack. O número de usuários que faziam uso de crack diariamente caiu de 35% para pouco menos de 20% após o início do consumo conjunto das drogas. O uso de maconha, no entanto, subiu 10%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *