Editorial #10: De @SativaLover para @THCProcê

Em carta fictícia, ícone nacional do cultivo, também preso no DF, se comunica com a nova vítima dos proibicionistas do Planalto Central.

Por Dòrio Ewbank Victor*

“Fala meu brother, como é que você tá rapaz?

Essa situação é muito difícil né amigo? Eu sei bem disso, passei pela mesma coisa, aqui no Dê-Éfe mesmo, e te digo que tudo passa nesta vida. Esse circo criado com as câmeras das emissoras de televisão, os comentários maldosos nas redes sociais, cara, passa. Foco no futuro irmão, se apoie na família e nos parceiros. É isso que importa, estar perto de quem nos fortalece.

Somos vítimas de uma política defasada, que ainda pune e condena aqueles que cultivam algo muito mais inofensivo do que uma cerveja, uma aspirina. Tudo que a gente queria era consumir maconha sem sangue de vítimas, e acabamos sendo nós mesmos as vítimas, saca? Opa, foi mal, esqueci de me apresentar. Eu sou…

Na verdade, sou mais conhecido como Sativa Lover. Eu frequentava muito os fóruns canábicos, mas hoje eu tô bem pianinho. Tinha perfil no Cannabis Café, no Growroom… e, pá, na humildade, meus cultivos estavam anos-luz de muita gente. Fiz grandes amigos nestes fóruns, tanto que, quando fui preso, muitos se mobilizaram a meu favor. E isso fez uma grande diferença. Cara, você não tem noção, minhas genéticas, minhas madres, era tudo foda, tudo muito bom. Bom demais para ser verdade.

Não sei se já conhece minha história, mas foi aí mesmo, no Dê-Éfe, que a polícia armou para mim. Mesmo sem provas, me prenderam, invadiram minha casa, pegaram minhas plantas, meus equipamentos… e tocaram um terror tão grande para eu assinar o 33, que, malandro, acabei cedendo. Ameaçaram prender um parente que morava comigo, e, pá, nem nunca sonhou em fumar um, e isso eu não podia admitir.

Assumi o risco, peguei uma cana sinistra, bad total. Tive que lidar, melhor, aprender a conviver com assassinos e assaltantes. E graças ao apoio da minha família, que sempre acreditou em mim, na minha inocência, na inocência daquilo que fazia, eu consegui passar por essa.

Nenhuma arma foi apreendida, tanto no meu caso quanto no seu, e isso mostra que somos pessoas de paz, que não pretendíamos prejudicar a sociedade.

Cara, não foi fácil, e não será para você também, não vou te iludir. Mas passa. Não sei se pode ajudar, mas uma coisa que me ajudou bastante foi sempre pensar que estava no lado certo da história. Que estava sendo condenado por algo que em muitos países, considerados desenvolvidos, era permitido. Que meus filhos, um dia, me veriam como um defensor da verdade.

Esse pensamento pode ajudar não só a você, como as pessoas que estavam com você no esquema de plantio. Não caiam no terror dos agentes. Procurem seus advogados, e tentem ao máximo não assumir a acusação de tráfico.

É isso meu camarada. Que Jah te proteja. Espero de coração que você se livre destas acusações da melhor forma possível. Um dia, quando for legalizado, vamos fumar um baseado e nos orgulhar de termos tido ‘culhão’ de enfrentar essa porra toda sem se esconder. É isso.

Temos que ter orgulho de nossas ações. Não abaixe a cabeça.

Abraços

Sativa Lover”

* Dório Ewbank Victor é jornalista, ativista, e editor da Macô. E deixa claro que se espelhou no estilo do jornalista Elio Gaspari para escrever este texto. E que também as informações sobre o Sativa Lover foram extraídas de tópicos de fóruns dos sites citados. 

Um comentário em “Editorial #10: De @SativaLover para @THCProcê

  • 4 de janeiro de 2017 em 22:46
    Permalink

    Grande Amigo Sativa Lover,
    obrigado pelo apoio e sei que vc por ter passado por tudo que ocorreu comigo sabe que podemos vencer nas dificuldades, basta que tenhamos fé em tudo que fazemos como ser o certo, a certeza do bem te fortalece muito mais do que possamos perceber em nós.
    agradeço muito sua amizade e parceria no ativismo em favor da descriminalização.

    abraço do amigo THCProcê – sergio delvair da costa

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *