Extrato de cannabis pode rejuvenescer cérebro

Estudo realizado na Alemanha aponta que o uso de diário de extrato poderia combater o declínio cognitivo que surge no envelhecimento.

Pesquisadores da Universidade de Bonn, na Alemanha, divulgaram uma proposta para evitar, ou mesmo reverter, o declínio cognitivo que acompanha o envelhecimento. Segundo eles, pequenas doses diárias de extrato de cannabis podem ajudar a combater o problema.

+ Maconha não destrói neurônios – ao contrário, os protege

Estes cientistas se baseiam em um experimento feito com camundongos, que apontou que doses pequenas e regulares de tetraidrocanabinol (THC) melhoravam a memória e o aprendizado dos mais velhos. Os cientistas agora planejam fazer testes com humanos a partir do ano que vem.

+ Pesquisa de Harvard diz que maconha te deixa mais esperto

“Se pudermos rejuvenescer o cérebro de forma que todos tenham mais cinco a dez anos sem precisar de cuidados extras, então isso será melhor do que imaginamos”, disse Andras Bilkei-Gorzo, um dos pesquisadores do estudo, ao ao jornal “The Guardian”.

As pesquisas sobre o uso de cannabis por adolescentes têm mostrado fortes evidências de que o consumo regular e pesado de maconha pode prejudicar a memória, mas o impacto da droga em cérebros mais velhos ainda tem sido pouco explorado. Escrevendo na revista científica “Nature Medicine”, os cientistas descrevem como administraram infusões diárias de THC em camundongos com dois meses, um ano e 18 meses de idade ao longo de um mês. Depois disso, eles observaram o quão rápido os animais conseguiam escapar de um labirinto, assim como a rapidez com que reconheciam objetos familiares, como outros camundongos aos quais já tinham sido apresentados antes.

Sem a droga, os camundongos mais jovens passaram facilmente pelos testes, enquanto os mais velhos enfrentaram dificuldades. Mas a administração de THC teve um grande impacto no desempenho dos grupos. Enquanto o desempenho dos animais mais jovens desabou, o dos mais idosos melhorou tanto que chegou ao mesmo nível do atingido pelos camundongos jovens sem a droga. E os benefícios se prolongaram por semanas depois que eles pararam de receber a substância, com nenhum dos animais apresentando qualquer efeito comportamental esperado do consumo de THC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *