Israel vai descriminalizar uso social de maconha

Referência mundial da cannabis medicinal, país agora vai apenas multar quem for flagrado consumindo maconha sem receita médica em público.

Israel, considerado um dos países mais adeptos à cannabis medicinal em todo o mundo, agora pretende descriminalizar o uso social da erva. O governo anunciou neste mês que vai alterar a sua legislação sobre drogas, e vai apenas multar quem for flagrado fumando um baseado em locais públicos.

+ Pacientes com doenças graves poderão usar cannabis na Alemanha

“A polícia vai poder transferir meios e recursos, que agora são utilizados no combate ao uso pessoal [de drogas leves], para a luta contra substâncias mais perigosas”, afirmou o ministro da Segurança Interna, Gilad Erdan.

+ Empresas de Israel querem plantar maconha no Uruguai

Segundo estatísticas, cerca de 750 mil pessoas consomem cannabis no país (9% dos seus 8,5 milhões de habitantes). A nova medida só prevê sanção penal em caso de uso reiterado em público.

Israel é um dos líderes mundiais no cultivo e administração de maconha para uso médico. Mais de 25.000 pessoas, entre as quais muitos pacientes oncológicos, estão autorizadas pelo Ministério da Saúde a adquirir Cannabis ou um de seus derivados em farmácias que contam com uma permissão especial de venda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *