Jantar canábico pode custar R$ 1,7 mil por pessoa

Chef californiano tem feito sucesso com seus pratos que usam maconha, e só atende quem possui receita médica.

Enquanto aqui os jovens universitários continuam sendo presos por comercializarem brigadonhas nas áreas baladas das capitais do país, nos EUA, tem gente que está ficando milionária somente por usar a cannabis em seus pratos culinários. É o caso de Chris Sayegh, que está praticamente criando um novo mercado, de jantares particulares onde todas as iguarias levam cannabis. E o preço dessa degustação pode chegar até US$ 500 por pessoa (algo em torno de R$ 1,7 mil).

+ Manteigas e óleos de maconha – Saiba mais
+ O que é descarboxilação 

O chef, que tem no currículo renomados restaurantes da Califórnia e Nova York, acredita que seus pratos oferecem uma experiência além da gastronômica – mais para o lado “cerebral”, como ele mesmo diz.

“Você come cada prato com uma percepção diversa. A química do cérebro muda, e você vê o alimento de forma diferente do que há cinco minutos antes”, declarou, em entrevista para a agência Reuters.

Sayegh só atende pessoas que possuem autorização médica para consumir canábis, o que é permitido na Califórnia. Na cozinha, Ele usa óleo com extrato de THC e um “vaporizador” para infundir ingredientes com canabinoides.

“Você nunca vai sentir o gosto da maconha em meus pratos a menos que você queira, porque ela não tem um gosto agradável”, explicou.

Fonte: O Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *