No Colorado, legalização sem infantilização

Nova lei proíbe venda de produtos com canabinoides que tenham formatos de ursinhos e outros bichinhos fofinhos, para não chamar a atenção das crianças.

O governador do Colorado (EUA), John Hickenlooper, assinou uma nova lei na semana passada que proíbe a comercialização de balas e outros doces com canabinoides que tenham formatos de animais, frutas e pessoas. O objetivo é evitar que as crianças comam acidentalmente essas balas, e também não estimular no público infantil o consumo de cannabis. 

+ Mais um estado legaliza cannabis medicinal nos EUA

Segundo a imprensa norte-americana, o governador cedeu a pressão da ala proibicionista, que não estava satisfeita com a venda dos “edibles”, mesmo com etiquetas informando a presença e o teor de THC. Também foram registrados, nos últimos meses, vários casos de ingestão acidental destas balas por crianças no Colorado.

+ Nos EUA, maconha vai ajudar na cidadania 

A proibição começa a valer a partir de julho, e o mercado já teme sofrer impacto negativo com a nova proibição.

Os comerciantes temem que esta censura se espalhe para outros produtos comestíveis com THC e CBD, e questionam porque outros considerados “normais” para crianças, como vitaminas e complementos alimentares, podem usar slogans e desenhos infantilizados, sem qualquer tipo de fiscalização.

Fonte: Herb

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *