Nos EUA, 24% dos pacientes com câncer usam cannabis

De acordo com recente estudo, maconha tem sido usada para melhorar os sintomas físicos e psicológicos dos agressivos tratamentos contra tumores

Quase um quarto de todos os pacientes dos EUA com câncer fizeram uso de cannabis medicinal em 2016. De acordo com uma pesquisa publicada na na revista científica “Cancer”, publicação da American Cancer Society, a maconha tem sido usada para melhorar os sintomas físicos e psicológicos dos agressivos tratamentos contra tumores.

+ Atriz usa cannabis para tratar câncer de mama
+ Maconha pode ser usada contra enxaqueca

A pesquisa mostrou também que 21% havia feito uso de cannabis sativa no último mês, e 14% na última semana. Se considerado o uso em alguma vez no passado, sem um período determinado, mais da metade (66%) informaram o consumo.

O principal uso da erva entre pacientes oncológicos se dá para o alívio de náuseas na quimioterapia, mas há outros usos não totalmente mapeados por estudos clínicos. Por isso, foi também com o objetivo de entender esse uso que o pesquisador Steven Pergam e sua equipe entrevistaram 926 pacientes no Seattle Cancer Center Alliance.

O grupo descobriu que, além do uso para sintomas físicos (dor e náuseas), pacientes com câncer também utilizaram a cannabis por razão psicológicas: para lidar com o estresse, depressão e insônia.

Atualmente, mais da metade dos estados nos Estados Unidos aprovam leis que permitem o uso da maconha medicinal de alguma forma. O estudo mostra que, se a disponibilidade da planta começar a crescer, mais pacientes terão acesso à maconha para o tratamento do câncer.

Um comentário em “Nos EUA, 24% dos pacientes com câncer usam cannabis

  • 29 de outubro de 2017 em 21:43
    Permalink

    como faço para adquirir o oleo a planta ou as sementes da maconha para fins medicinal

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *