Nova York começa a vender maconha medicinal

Estado é o 23º dos Estados Unidos a permitir o comércio de cannabis para fins terapêuticos

O estado de Nova York (EUA) começou a comercializar cannabis para fins medicinais no início de janeiro. É o 23º estado deste país (além da capital Washington) a permitir a maconha medicinal. A lei foi aprovada há 18 meses, mas as empresas para cultivar e vender maconha só foram escolhidas no ano passado.

As vinte clinicas previstas para atender os pacientes ainda não estão abertas. O início da venda será progressivo, uma vez que os pacientes só começaram a ser inscritos em 23 de dezembro. Só poderão ter acesso à maconha medicinal as pessoas afetadas por doenças graves como câncer, mal de Parkinson, esclerose múltipla ou certas formas de epilepsia.

O produto oferecido não será erva para fumar, mas pílulas, óleos ou gotas. A maconha ou seus produtos derivados não estão submetidos ao controle da agência norte-americana de medicamentos e alimentação (FDA) e carece de estudos científicos.

Segundo uma pesquisa realizada em maio do ano passado pelo instituto Harris, cerca de 81% dos norte-americanos se declara favorável à legalização da maconha para fins médicos.

Fonte: IstoÉ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *