Novo estudo confirma que álcool é muito mais nocivo que cannabis

Estudo afirma que efeitos negativos da maconha “nem se comparam” com os provocados pelo álcool

Uma recente pesquisa realizada pela Universidade de Colorado-Boulder, nos Estados Unidos, confirmou o resultado de outros estudos já feitos sobre drogas, que apontam que o álcool, liberado em praticamente todo o planeta, é muito mais nocivo que a cannabis, proibida na maior parte dos países.

+ THC pode ajudar no tratamento contra alcoolismo 
+ Consumo de álcool é 144 mais nocivo que de cannabis

Os cientistas observaram que a estrutura cerebral sofre alterações associadas ao consumo de álcool a longo prazo. Resumindo: eles descobriram que o álcool diminui a massa cinzenta e de substância branca do cérebro.

A pesquisa, publicada no periódico “Addiction”, considerou os efeitos do álcool e da maconha em 853 adultos, com idades entre 18 e 55 anos, e em 439 adolescentes com idades a partir de 14 anos. A massa cinzenta controla o funcionamento do cérebro, e a substância branca controla a comunicação entre os nervos no órgão.

“Enquanto a maconha pode também trazer consequências negativas, ela não está definitivamente nem perto das consequências negativas do álcool”, afirmou Kent Hutchison um dos responsáveis pelo estudo, ao site “Medical News Today”.

Confira a pesquisa na íntegra aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *