Proibicionistas do Paraná querem realizar “marcha contra maconha”

Evento, promovido pelas redes sociais, está previsto para ser realizado no dia 3 de fevereiro.

Os moradores de Curitiba podem ter que amargar com a realização de uma marcha a favor do folclore científico. Melhor, contra a democratização da saúde. Melhor ainda: a favor do crime organizado. Isso porque os proibicionistas do Paraná estão organizando uma marcha contra a maconha.

+ Cinco mentiras sobre cannabis, e como rebatê-las

De acordo com a página do evento no Facebook, a marcha está prevista para acontecer no dia 3 de fevereiro, na região da Boca Maldita.

“MARCHA CONTRA A MACONHA: Evento destinado a demostrar a repulsa e a indignação da sociedade com o lixo que é esta DROGA chamada maconha. O evento será no domingo, pois no resto da semana os cidadãos de bem estão trabalhando”, consta na descrição da página.

A equipe da Macô prega a democracia e defende o direto dos realizadores de promoverem o evento. Mas todos aqui rogamos para que esta marcha seja cancelada, ou que ninguém vá. Enfim, que seja um fracasso total. Porque, de uma forma bem indireta, o evento tentar descredibilizar as pesquisas científicas que desmistificam a cannabis, e também fortalece um estereótipo negativo em torno dos usuários, que também são “cidadãos de bem” (e também trabalham a semana inteira).

Um comentário em “Proibicionistas do Paraná querem realizar “marcha contra maconha”

  • 13 de janeiro de 2018 em 21:04
    Permalink

    Nos temos que unirmos e fazer grandes manifestação a favor, e pronto, informar as pessoas do benefício da planta, e o malefício da proibição, informações científicas e verdadeiras, contra fatos não há argumentos

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *