Punk canábico? Conheça o Korja

Banda do Rio de Janeiro, do estilo WeedPunk, se destaca na cena musical com riffs pesados e muita erva nas letras.

Podemos dizer que a lendária Planet Hemp ainda gera muitos frutos na cena musical, principalmente no Rio de Janeiro, terra natal de D2 & cia. Prova disso é a banda Korja, que, com seu weed punk, tem chamado atenção não só pela temática green, mas também pelo peso e qualidade de suas composições, e atitude fora dos palcos.

+ Vinte anos de “Legalize Já”
+ Erasmo Carlos: “Eu quero Maria Joana”

O Korja é formado por Diego Goulart (vocal), Ana Paula (baixo), Gilson Junior (guitarra) e Leandro Barata (batera). A banda lançou no ano passado o seu primeiro disco, “Let’s Grow”, mas, em 2015, já havia lançado seu primeiro EP (“Hey hoje babou”).

banda Korja (Divulgação)

“A banda surgiu quando nos unimos para tocar covers de Ramones, Misfits e Screeching Weseal para se divertir. Mas é natural saírem as primeiras músicas, e pensamos, ‘por que não falar sobre isso?’ Punk Canábico foi a ideia das músicas. De uma forma divertida e contestadora”, conta o vocalista Diego Goulart, em entrevista para a Macô.

Mas a causa canábica do Korja não fica apenas no discurso. Eles também são growers e ativistas, e defendem o autocultivo como uma solução para diminuir os impactos da guerra às drogas na sociedade.

“Não somos grandes cultivadores, mas tentamos o clássico vazinho (rs)”, explica Diego.

O grupo se apresenta no próximo dia 20, no evento BacaFest (organizado pelo Bacalhau, do Planet). A gente da Macô promete que vai tentar ir.

Confira todos os sons da banda no perfil do SoundCloud. Abaixo, o clipe da música Aperta um pra mim:

Vida longa ao Korja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *